Dicas para incluir aprendizado na diversão do recesso escolar

Aulas de programação e música, além de divertidas, podem contribuir com o cognição, raciocínio lógico e coordenação motora

Época de férias escolares é sempre um desafio para os pais, que precisam usar a criatividade para não deixar os dias de descanso caírem na rotina de programas de televisão. A boa notícia é que existem boas opções de conteúdos que, além de agradar a garotada e distraí-las, podem desenvolver habilidades. A BYJU’S FutureSchool, maior edtech do mundo em educação interativa online, propõe como boas alternativas aulas de programação e música.

“Aproveitar o tempo livre de maneira divertida, mas também produtiva. Essa é a nossa proposta para essa turma que está sempre em busca de alguma novidade. Por exemplo, um curso de programação pode viabilizar um game, só que elaborado pelo próprio jovem. Então, o aventureiro vai trabalhar a criatividade, curiosidade e resolução de problemas. É uma atividade que entretém e traz benefícios ao processo de aprendizagem. Entender brincando”, enfatiza Fernando Prado, Country Manager da BYJU’S FutureSchool.

Prado também destaca: “As aulas de música podem melhorar a confiança social, trazer benefícios cognitivos e até ajudar em outras matérias”. Segundo um estudo realizado na Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, alunos com programas de educação musical superior pontuaram 22% mais em inglês e 20% mais em matemática em testes, em comparação com alunos que frequentaram programas de música de menor qualidade.

Na BYJU’S FutureSchool é possível encontrar esses cursos de férias. Para a turma de programação, há duas opções:  Acampamento de Verão e Acampamento de Verão Mini (versão enxuta), voltados para o público de 6 a 14 anos, contam com aulas 1:1 e 1:4, quatro dias por semana, sessões de mentoria e certificação básica de desenvolvedor de games. Os pacotes, que podem ser adquiridos durante todo o período de recesso, com valores a partir de R$309 e podem ser comprados pelo site da BYJU’S FutureSchool.

Também tem o curso “Crie com Música”. O conteúdo é focado nos jovens que querem aprender a tocar violão e piano/teclado e os módulos são divididos por habilidades (iniciante, intermediário e avançado).  Todas as aulas são on-line, ao vivo, e individuais, como forma de proporcionar uma melhor interação entre professor e aluno. “Estas são algumas dicas para garantir a motivação e ainda acrescentar aprendizado”, finaliza Fernando Prado.

Sobre a BYJU’S FutureSchool
BYJU’S Future School é uma plataforma de educação interativa, que, no Brasil oferece aulas de programação e música com uma metodologia desenvolvida especialmente para crianças e adolescentes dos 6 aos 15 anos, em que os alunos terão a possibilidade de interagir com professores capacitados, em aulas individuais ou em pequenos grupos. Muito além de ensinar lógica de programação para as crianças, a BYJU’S FutureSchool tem como objetivo fazer com que seus alunos aprimorem o raciocínio lógico e desenvolvam habilidades complementares que os capacitem a lidar com os desafios do presente e do futuro.

Anterior Mackenzie lança curso que aborda violência de gênero e direito antidiscriminatório
Próxima Infecções Sexualmente Transmissíveis apresentam crescimento entre pessoas mais velhas