Pular para o conteúdo
Início » Secura vaginal é um sintoma comum da menopausa 

Secura vaginal é um sintoma comum da menopausa 

Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

Naturalmente as paredes da vagina ficam lubrificadas com uma fina camada de líquido transparente. O hormônio estrogênio ajuda a manter esse fluido e mantém o revestimento da vagina saudável, espesso e elástico.

Mas quando a mulher passa por alterações hormonais, com queda de estrogênio no corpo, isso pode causar também o ressecamento vaginal.

A secura vaginal é um sintoma comum da menopausa — e quase uma em cada três mulheres a enfrenta enquanto passa pela “mudança”. Depois disso, torna-se ainda mais comum. Também torna a vagina mais fina e menos elástica. Isso é chamado de atrofia vaginal.

Os níveis de estrogênio também podem ser impactados pelo parto e amamentação, tratamentos contra o câncer, remoção cirúrgica dos ovários, ou pelo uso de medicamentos antiestrogênicos.

Essas mudanças na região vaginal, podem causar incômodo inclusive nas atividades comuns do dia a dia, como: ao se exercitar, sentar, urinar, ficar de pé, ou se movimentar. Assim, muitas mulheres acabam sentindo desconforto, dor e perda do desejo sexual.

Algumas opções de tratamento são:

– Uso de cremes, para auxiliar na irritação da pele.

– O uso de lubrificantes e hidratantes ajudam a deixar a região mais lubrificada.

– Evitar sabonetes perfumados.

– Ingestão de suplementos alimentares que contenham vitamina D ou E, por exemplo, ótimas para a saúde vaginal.

Mas lembre-se! O ideal em qualquer situação é sempre procurar um profissional médico que possa analisar o seu caso individualmente, observando quais são as suas verdadeiras necessidades e te indicar o melhor tratamento.

Dra. Erica Mantelli

Ginecologista, Obstetra e Especialista em Saúde Sexual.

Embaixadora da Revista Crescer.

Mamãe da Giulia e da Isabella.

CRM-SP 124.315 | RQE 36685

www.ericamantelli.com.br