Pular para o conteúdo
Início » Como manter a sua horta saudável durante o inverno

Como manter a sua horta saudável durante o inverno

por Dr. Valter Casarin – Coordenador Científico da NPV

Os apaixonados pela jardinagem e hortas caseiras sabem que as plantas precisam de cuidados, no entanto, essa atenção deve ser ainda mais especial no período do inverno. As baixas temperaturas e possíveis geadas sempre colocam em alerta as nossas queridas plantas. Vales ressaltar que durante o inverno os dias são mais curtos e a necessidade de rega é menor.

O cuidado com a horta deve acontecer desde o início do inverno, quando será necessário passar alguns momentos no jardim para garantir que a plantação  esteja pronta para suportar possíveis frentes frias, assim como  a incidência de pragas e doenças.

A capina adequada da horta é uma prática de grande importância. Recomenda-se ter o cuidado de arrancar as plantas daninhas, eliminar todas as plantas mortas e remover todos os produtos danificados que possam posteriormente abrigar doenças que danificam as suas futuras plantas hortícolas.

Após a capina, é necessário alimentar o solo. Recomendamos que o solo seja cavado e depois que se coloque adubo. Essa etapa renova a terra e a torna apta para novas mudas e sementes, garantindo boas colheitas no início do verão.

Para aqueles que não têm o interesse de plantar ou semear variedades durante esse período, terá que  proteger adequadamente as culturas existentes. Nesse caso, é possível  usar cobertura morta para isolar as raízes das plantas do frio, que pode ser feita com folhas mortas ou esterco, dependendo do material que tiver em casa.

Outro caminho possível é ter uma horta interna, o que permite tomar menos precauções para que as plantações sobrevivam ao frio e ao mau tempo. No entanto, existem vários fatores a serem observados. Primeiro, a necessidade de luz natural, que é primordial para o desenvolvimento das culturas. De fato, tanto no outono quanto  no inverno, os dias ficam mais curtos e a intensidade do sol diminui , entretanto, a maioria das plantas requer exposição regular à luz do dia.

Uma pequena horta interna de inverno também pode ser criada com poucos materiais. A opção é o plantio de mudas diretamente em um vaso, algo que colabora para germinar sementes de frutas e hortaliças, pois requerem pouca luz e, portanto, crescem muito bem no inverno. Desta forma, será possível desfrutar de produtos frescos muito rapidamente.

Uma outra opção é o plantio na varanda, sacada ou no peitoril da janela usando caixa ou jardineira de janela, o que permite expor as plantas à luz. Para culturas de ciclos mais curtos, esta é uma forma de colher alimento algumas semanas após o plantio.

Quais variedades plantar no inverno?

O Brasil é um país com grande diversidade de clima durante o inverno em suas diferentes regiões. Assim, no inverno, é possível semear algumas hortícolas como rúcula, chicória, cenoura, agrião, brócolis, repolho, almeirão, entre muitas outras. Além de salsinha, cebolinha e manjericão.

Se a preferência é esperar o plantio de novas plantas durante a primavera, o inverno é o momento de pensar em reorganizar a horta. Em primeiro lugar, do ponto de vista prático, é possível pensar em reestruturar a horta, para facilitar o acesso às culturas, por exemplo. Dependendo do tamanho da horta, agora é um bom momento para decidir expandi-la para cultivar mais variedades.

Sobre a NPV

A NPV – Nutrientes para a Vida – nasceu com objetivo de melhorar a percepção da população urbana em relação às funções e os benefícios dos fertilizantes para a saúde humana. Braço da fundação norte-americana NFL – Nutrients For Life – no Brasil, a NPV trabalha baseada em informações científicas. O uso de fertilizantes de forma responsável e correta é o caminho para oferecer à sociedade oportunidade para maior segurança alimentar e qualidade nutricional dos alimentos e, sobretudo, produzindo de forma sustentável e com total respeito ao ambiente. Nutrir o solo, através dos fertilizantes, é a forma mais sensata de produzir alimentos em quantidade e qualidade para as pessoas, além de valorizar a preservação de nossas florestas.

A missão da NPV é esclarecer e informar a sociedade brasileira, com base em estudos científicos, sobre a importância e os benefícios dos fertilizantes na produção e qualidade dos alimentos, bem como sobre sua utilização adequada.

A NPV tem sua sede no Brasil, é mantida pela ANDA (Associação Nacional para Difusão de Adubos) e operada pela Biomarketing. A iniciativa conta ainda com parceiros como: Esalq/USP, IAC, UFMT, UFLA e UFPR.

Saiba mais no site www.nutrientesparaavida.org.br