Pular para o conteúdo

Senac Barretos

Tech Recruiter e outras profissões ligadas a TI seguirão em alta para 2023

Líder de Pessoas e Cultura da abler explica que necessidade de tecnologia nas empresas é real e abrange diversas áreas correlacionadas

A profissão de Tech Recruiter está em primeiro lugar no ranking Empregos em Alta 2022, divulgado recentemente pelo LinkedIn. O fato é justificado pela demanda cada vez maior do mercado a cargos relacionados a TI.

De acordo com Veridiana Barcelos, Líder de Pessoas e Cultura da abler, startup que tem o propósito de trazer facilidade e agilidade na gestão dos processos seletivos, uma lição bastante importante ensinada pela pandemia é que a tecnologia se tornou fundamental para os empreendimentos. “Conseguimos perceber o quanto esse avanço impacta no cotidiano de qualquer pessoa. Empresas e organizações que não valorizavam tanto as áreas de tecnologia passaram a entender o quanto ela é fundamental e está cada vez mais presente em todos os processos, mesmo para aqueles que não são desta área”, revela.

Para a gestora da abler, esse cenário explica o fato da profissão de Tech Recruiter estar na liderança do ranking do LinkedIn. “O boom por tecnologia fomentou essa função de recrutadores especializados. Um Tech Recruiter geralmente é alguém que, além de conhecimento técnico, traz a prática, a didática e o networking para encontrar profissionais ligados à tecnologia. Não é algo que se aprende no meio acadêmico. A pessoa precisa ser mais hunter e até desenvolver técnicas de copywriter para chamar a atenção dos profissionais para as vagas”, aponta.

Segundo Veridiana, os cargos relacionados à tecnologia devem continuar em alta em 2023, uma vez que não se trata de tendência, mas de uma demanda real das empresas. “É algo que hoje faz parte de qualquer processo, afinal, não é possível realizar uma operação com zero tecnologia, nem que seja em alguma etapa”, explica.

Ela lembra que, muitas vezes, se associa às profissões ligadas à tecnologia apenas as figuras do desenvolvedor, do cientista de dados, etc., mas há muitas outras relacionadas. “Há desenvolvedores front end, back end e fluid tech que se destacam por transitarem nas duas funções. Mas também fazem parte dessa demanda outros profissionais, como os que fazem a gestão do projeto do início ao fim, aqueles que cuidam da parte de usabilidade e os especialistas que atuam com UX. Isso porque não adianta apenas criar um sistema que seja funcional. É preciso pensar na parte intuitiva por parte dos usuários”, enfatiza a Líder de Pessoas e Cultura da abler.

Para 2023, Veridiana Barcelos acredita também em uma demanda consistente por profissionais que não estão diretamente ligados à tecnologia, mas acompanham as tendências da digitalização no mundo. “São especialistas ligados ao marketing digital, à criação de conteúdo, performance nas mídias, insight sales, além de analistas voltados à inteligência de mercado e de negócios, que fazem análises com base em dados. Além disso, há a demanda ocasionada pelo e-commerce, como a área de logística, que continua em crescimento”, conclui.

Sobre Veridiana Barcelos

Psicóloga, com pós em Gestão de Pessoas, que ama trabalhar com pessoas, e entende que cada ser humano é único e alinhar seus interesses pessoais e profissionais dentro das organizações é um desafio constante. Ao longo de sua trajetória de 15 anos na área de Pessoas, já atuou em Consultorias de R & S, Indústria de Alimentos, grupos de Educação Superior, grandes nomes do varejo e nos últimos 3 anos descobriu o mundo das startups no qual se identificou. Seu foco sempre foi atrair e reter talentos, identificar em que áreas e atividades os profissionais podem se destacar com brilho nos olhos e desenvolver suas competências. Há 1 ano e meio na abler, atua como Líder do time de Pessoas & Cultura.

Sobre a abler

Por quase dez anos, os fundadores atuaram no setor de recursos humanos. Essa bagagem trouxe experiências, vivências e principalmente, um olhar tecnológico sobre as dores do setor. No ano de 2016, a inconformidade com as necessidades da área de RH os impulsionou a iniciar a criação da abler, desenhando um software de recrutamento e seleção olhando para as maiores dores da área. Nestes quatro anos, a abler já conquistou mais de 300 clientes por todo o Brasil e mais de 55 mil vagas já foram fechadas através da plataforma, conquistando um tempo médio de 15 dias para o fechamento de vagas. Hoje, o software disponibiliza um banco de talentos mais completo, sendo mais de 4 milhões de profissionais cadastrados. Para mais informações, acesse https://abler.com.br/