Pular para o conteúdo

Senac Barretos

Alertas e dicas de autoproteção por WhatsApp precisam ser colocados em prática

Os usuários cadastrados recebem, também, dicas de autoproteção em casos de tragédias pelo País

O envio de alertas de risco de desastres por WhatsApp, disponível desde o fim de semana, vai muito além de avisar sobre a ocorrência dos eventos. Os usuários cadastrados recebem, também, dicas de autoproteção em casos de tragédias pelo País. Uma ação fundamental na prevenção e que pode proteger e salvar vidas.

Alexandre Lucas, secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, destaca a importância de os usuários adotarem as dicas de autoproteção recebidas com os alertas.

“Ao receber a informação de uma queda de granizo, por exemplo, o cidadão tem que entender que ele tem que pegar o carro dele e colocar em um lugar protegido. Só saber o alerta não vai surtir efeito se o cidadão não entender, interpretar o alerta e adotar as medidas de autoproteção, que também serão divulgadas junto com o alerta”.

Para ajudar a população a adotar as medidas preventivas e de autoproteção, a Defesa Civil Nacional elaborou uma série de dicas para os desastres de maior incidência no Brasil, como chuvas intensas, alagamentos, enxurradas, deslizamentos, inundações, vendaval e baixa umidade.

As dicas podem ser acessadas em mdr.gov.br.

Para receber alertas por WhatsApp

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informa que, diante do elevado número de cadastros na ferramenta nos últimos dias para receber alertas da Defesa Civil Nacional via WhatsApp, foram verificados momentos de instabilidade no ato do cadastramento. As equipes técnicas envolvidas já estão trabalhando para solucionar essa questão e otimizar o uso da ferramenta.

Para ter acesso ao serviço, é necessário se cadastrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou neste link e, em seguida, interagir com o chatbot (robô de atendimento), enviando um simples “Oi”. Após essa primeira interação, o usuário poderá compartilhar sua localização atual ou escolher qualquer outra do seu interesse e, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pelos órgãos de defesa civil locais.

Após o envio de qualquer mensagem pelo usuário, o robô encaminhará a pergunta se a pessoa deseja receber os alertas da Defesa Civil. Se sim, será disponibilizado no chatbot os termos de uso e política de privacidade, que regulamentam o projeto, e o pedido para o aceite do usuário.

Na sequência, será solicitado ao usuário que envie a localização que deseja receber os alertas. Podem ser cadastradas várias localizações diferentes, pensando nos lugares que frequenta, que deseja monitorar ou mesmo se for fazer alguma viagem.

São três diferentes possibilidades para o cadastro das localizações: a pessoa pode compartilhar a localização na mensagem (toque em Anexar > Localização); digitar o CEP e clicar em enviar ou, simplesmente, digitar o nome do município e enviar. Essas áreas de interesse podem ser editadas a qualquer momento.

Para receber alertas por SMS

Para se cadastrar no serviço de alertas por SMS, os interessados devem enviar uma mensagem com o CEP do local onde mora, ou outro local de interesse, para o número 40199.

Não há limite de locais cadastrados e o serviço é totalmente gratuito para a população. A partir da previsão de desastre, a população receberá um aviso contendo informações de risco e orientações para a autoproteção.

Para receber alertas por Telegram

Para que os interessados possam receber informações via Telegram, é preciso instalar o aplicativo no celular, pesquisar o contato da Defesa Civil Nacional, iniciar um chat com o robô (bot), escolher as áreas que deseja cadastrar e, partir disso, receber os alertas. Confira neste link um passo a passo para se cadastrar.

Para receber alertas pelo Google

Ao fazer qualquer busca no Google relacionada a desastres naturais ou que utilize palavras-chaves sobre o tema, o internauta receberá alertas e informações sobre possíveis áreas afetadas. O mesmo ocorre quando o usuário utiliza o Google Maps em uma área de risco.

Para receber alertas via TV por assinatura

A medida é complementar ao envio de notificações via SMS para celulares já cadastrados e, também, pelo Google Alertas Públicos. O serviço, gratuito e sem necessidade de cadastro, informa previamente sobre a ocorrência de chuvas intensas, vendavais, deslizamentos e outros fenômenos naturais com potencial de riscos à população. Sempre que houver um alerta de nível alto ou muito alto, as Defesas Civis estadual e municipal podem enviar a mensagem via TV por assinatura.

Cadastre-se para receber releases pelo WhatsApp

Para receber mais notícias e ações do MDR, jornalistas e blogueiros interessados podem se cadastrar nos grupos de WhatsApp. Um deles tem enfoque em notícias de abrangência nacional e, nos demais, serão compartilhadas informações exclusivas de cada estado. Clique neste link para acessar os grupos.

Caso deseje receber apenas informações relacionadas à proteção e defesa civil, cadastre-se neste link.

Fonte: Brasil 61