SEM ACORDO, SINDICATO DO ÁLCOOL PROPÕEM GREVE NO SETOR

Na última quarta-feira dia 22 de maio às 10h aconteceu na sede do Sindicato mais uma rodada de negociações onde os representantes das Usinas propuseram a reposição da inflação do período, que é de 7,16%.
SEM ACORDO SINDICATO DO ALCOOL PROPÕEM GREVE NO SETOR

SEM ACORDO SINDICATO DO ALCOOL PROPÕEM GREVE NO SETOR

Na última quarta-feira dia 22 de maio às 10h aconteceu na sede do Sindicato mais uma rodada de negociações onde os representantes das Usinas propuseram a reposição da inflação  do período, que é de 7,16%.

O Sindicato não concordou com a proposta e irá notificar as usinas que os trabalhadores irão entrar em greve no prazo de 72 horas, caso as mesmas não ofereçam um reajuste que seja aceitável, dentro deste prazo.

Nossas principais reivindicações são:

  • Reajuste: Inflação do período (7,16 %) + 5 % aumento real
  • Piso salarial: R$ 1.250,00
  • PLR: 02 pisos normativos
  • Fim da rotatividade da Mao de obra
  • Direito a qualificação e requalificação profissional
  • Melhoria nas condições de saúde e segurança
  • Igualdade de oportunidades

Nos últimos anos, os usineiros começaram mais uma vez a chorar e falar em crise. Ora, não podemos e nem vamos ficar parados. Nosso setor de fabricação industrial de álcool/etanol é muito forte e todo mundo sabe que a economia de todo o pais depende também dele. Por isso, precisamos ter toda a categoria unida nesta Campanha Salarial e Social. Fiquem atentos as orientações do sindicato e vamos a luta, Companheiros (as)“, finalizou Pimenta, presidente do Sindicato da categoria.

Publicidade:
Anterior Memorial do Peão participa de projeto da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Próxima Centerplex Cinemas no North Shopping Barretos traz três grandes estreias nesta sexta