Qual é a sua maior dificuldade ao falar em público?

Expôr suas próprias características ainda é mistério para os jovens. “Nervosismo” e “Timidez” são obstáculos, aponta pesquisa do Núcleo Brasileiro de Estágios
Qual é a sua maior dificuldade ao falar em público?

Qual é a sua maior dificuldade ao falar em público?Expôr suas próprias características ainda é mistério para os jovens. “Nervosismo” e “Timidez” são obstáculos, aponta pesquisa do Núcleo Brasileiro de Estágios

Conquistar uma vaga no mercado de trabalho é o sonho de muitos jovens. No entanto, algumas etapas são necessárias para o objetivo ser alcançado. Dinâmicas de grupo, testes ortográficos, avaliações psicológicas, exercícios de raciocínio, entre outras ferramentas, colocam, frente a frente, o candidato e sua oportunidade profissional. Porém, ainda há um temor comum: como conseguir falar em público? A pergunta é recorrente e o Nube investigou as principais dificuldades do brasileiro.

A pesquisa realizada entre os dias 17 e 28 de julho, trouxe os pontos de maior insegurança dos estudantes. Entre os 16.484 participantes, a opção “nervosismo”, com 34% dos votos (5.569), ficou em primeiro lugar. “O medo do desconhecido é natural. Muitas vezes o jovem sente dificuldades de expressar suas características, diante de pessoas recém-chegadas ao seu convívio. Porém, exercitando a sua oratória, esse bloqueio é naturalmente superado”, explica o analista de treinamento do Nube, Henrique Ohl.

Na sequência, quase empatado, surge a “timidez”, com 5.485 votantes (33%), aspecto observado em boa parte dos adolescentes e até mesmo adultos. Cadastrado no Nube, o jornalista recém-formado, Matheus Henriques, afirma ter dificuldades de se expressar, por ser mais quieto desde novo. “Nunca fui de conversar. Preferia ficar distante, observando, ao ter iniciativas para interagir”. Entretanto, Ohl aponta a importância de ter confiança para se expressar no momento de agarrar uma brecha no mercado. “O selecionador quer saber quais são as qualidades e defeitos do candidato. Caso ele tenha deixado de treinar a sua capacidade de falar em público, ficará praticamente impossível de o gestor conseguir identificar quais benefícios o estudante poderá levar à empresa”.

Por fim, “Ansiedade”, com 4.523 (27%) e “Falta de concentração”, registrando 907 votos (6%) completam a lista de fatores capazes de diminuir as habilidades do jovem se expressar. “Olhar no olho daqueles presentes em uma dinâmica de grupo, manter a calma em cada um dos raciocínios traçados, ser firme nas palavras e, apesar de ter ciência da existência de outros candidatos, ser gentil e ´humano´ no decorrer de toda a seleção, podem ser pontos capazes de potencializar a chance de sucesso do jovem, no caminho rumo ao sucesso profissional”, finaliza o analista de treinamento do Nube, Henrique Ohl.

Publicidade:
Anterior ALIMENTOS QUE CONTRIBUEM PARA UMA VIDA MAIS LONGA
Próxima Questões mais frequentes acerca da vacina contra raiva