A alimentação é uma necessidade vital do ser humano, mas a má alimentação é responsável por diversas doenças, como por exemplo, o aparecimento de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, câncer, osteoporose, além da obesidade.

O consumo exagerado de alguns alimentos e bebidas podem gerar diversos problemas e até matar aos poucos. Vejamos alguns alimentos e bebidas que causam um sério risco a saúde se consumidos constantemente:

Refeições prontas e congeladas como, por exemplo, lasanha e pizza, são ricos em gordura saturada e fazem subir os níveis do colesterol ruim (LDL) além de aumentar o risco para doenças cardiovasculares e da pressão arterial, isso devido a quantidade exagerada de sódio encontrados nesses alimentos.

Os embutidos (salsicha, linguiça, mortadela, presunto, salame) também entram na lista de alimentos que contêm excesso de sódio, além das doenças já citadas, os alimentos com muitos conservantes podem causar alergias e problemas estomacais, além de algumas substâncias potencialmente cancerígenas.

Os caldos e temperos industrializados e os salgadinhos de milho também possuem altos teores de sódio e glutamato monossódico. O sódio consumido além do limite recomendado é um sério inimigo do ser humano, por ser um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento da hipertensão. Já o glutamato, segundo estudos, pode acarretar a problemas como mal de alzheimer, parkinson e câncer.

As frituras também devem ser evitadas, devido às alterações químicas que ocorrem no óleo, principalmente quando utilizado varias vezes para fritar os alimentos, onde podem causar sério risco a saúde.

Nada melhor que um pãozinho com manteiga, certo? Infelizmente não. A maior parte das margarinas é feita com óleos vegetais líquidos, mas conhecidos como hidrogenados, que são as gorduras trans. Essas gorduras não são reconhecidas pelo organismo. Isso provoca um acumulo de gordura na região abdominal e um sério risco de desenvolver o colesterol ruim e doenças cardiovasculares.

E o Açúcar?
Se ele é importante para muitas funções no nosso corpo, ele também pode ser um baita vilão. O açúcar é um alimento sem valor nutricional e quando consumido em excesso ele fica armazenado em nosso corpo em forma de triglicérides o que é uma bomba relógio para o nosso organismo.

Por ser calórico, ele pode elevar ao diabetes, hipertensão, além é claro da obesidade, um dos males do século XXI. O biscoito recheado é um dos alimentos mais carregados com açúcares e possuem uma densidade energética muito grande, se o açúcar fosse único problema, mas ainda existem outros como, por exemplo, a gordura saturada, além de diminuir o HDL (colesterol bom), outro ponto negativo das bolachas recheadas são aditivos usados para dar cor às bolachas e recheio, eles são prejudiciais a saúde e estão ligados a hiperatividade e déficit de atenção.

Mas o campeão no quesito açúcar são os refrigerantes, além de conter diversas substâncias artificias na sua composição a bebida tem pouquíssimo valor nutricional. Uma grande quantidade de fosfato que provoca liberação exagerada de cálcio que levam ao enfraquecimento dos ossos.

O grande problema dos refrigerantes de fato é o excesso gigantesco de açúcar. Para ter uma idéia, em uma latinha de refrigerante contém 35 gramas de açúcar, ou seja, 8 colheres de chá de açúcar. Eles são os principais responsáveis pelo ganho excessivo de peso e a obesidade.

Nem os refrigerantes diet escapam, já que contêm aspartame como adoçante. Esse componente gera metanol que é uma substância tóxica para os neurônios podendo acarretar degeneração neural que esta relacionada a doenças como o mal de Alzheimer.

Isso não quer dizer que você esteja proibido de comê-los, mas o consumo deve ser com menos frequência, ou seja, uma vez na semana por exemplo. O importante é evitar os excessos, principalmente de comidas que contém muito açúcar, sódio (sal) e gordura, sempre tentando substituir por alimentos mais saudáveis como frutas e verduras.

A sua saúde e principalmente a sua vida agradecem.

POR : DARITON SOUZA DE BARROS