Branco Zanol: Hexacampeão de judô é vítima de tentativa de homicídio em Miguelópolis/SP

Suspeitos dispararam 6 tiros contra carro de Branco Zanol, em Miguelópolis. Ex-judoca saía de palestra na cidade e não foi atingido pelos tiros.
Um dos disparos antingiu o parabrisa do carro de Zanon, em Miguelópolis, SP (Foto: Branco Zanon/Arquivo Pessoal)
Um dos disparos antingiu o parabrisa do carro de Zanon, em Miguelópolis, SP (Foto: Branco Zanon/Arquivo Pessoal)
Um dos disparos antingiu o parabrisa do carro de Zanol, em Miguelópolis, SP (Foto: Branco Zanol/Arquivo Pessoal)

Suspeitos dispararam 6 tiros contra carro de Branco Zanol, em Miguelópolis. Ex-judoca saía de palestra na cidade e não foi atingido pelos tiros.

O ex-judoca e hexacampeão brasileiro Edelmar Branco Zanol foi vítima de uma tentativa de homicídio em Miguelópolis (SP), na noite de terça-feira (16). Ele voltava de carro para São Paulo após participar de uma palestra na cidade, quando foi surpreendido por homens armados que, segundo a polícia, efetuaram seis disparos contra o veículo. O atleta não foi atingido pelos tiros e não teve ferimentos.

O delegado Paulo Cervantes informou que a abordagem ocorreu na Rodovia Doutor William Amin, na zona rural de Miguelópolis. “Ele pegou a estrada e um carro preto emparelhou com ele e teve que se abaixar porque o tiro poderia ter atingido o peito dele”, disse. Os disparos acertaram o lado direito do parabrisa, a porta e o banco do motorista. O veículo foi levado para perícia em Ituverava (SP) para a polícia tentar descobrir quais armas foram utilizadas na ação.

Susto
Em entrevista ao G1, Zanol disse que ficou assustado com a tentativa de homicídio. “A cada tiro lembrava dos meus três filhos, e que só tenho 39 anos e tantos sonhos”, comentou. Segundo ele, os tiros foram disparados depois de cinco quilômetros rodados após sair da cidade. “Estava no sentido Ituverava quando encostaram no meu carro como se fosse uma ultrapassagem normal e chegaram atirando”, disse.

“Levei o pé no freio e fui para o acostamento, o carro rodou e ficou no meio da pista e retornei para Miguelópolis”, relatou. O ex-judoca afirmou que os suspeitos ainda tentaram perseguir o carro dele. “Estavam em um carro pequeno, eu peguei mais velocidade e eles desistiram”, disse. Após a perseguição, Zanol foi até a delegacia e registrou a ocorrência.

Investigação
Segundo delegado que investiga o caso, a principal suspeita é de que o crime tenha motivação política. “Ele teria falado bem do trabalho do atual prefeito durante a palestra e essa a principal linha de investigação, porque não teria outro motivo. Roubo não foi, ele não é daqui nem da região, é atleta olímpico e não tinha inimizades”, comentou Cervantes.

Esporte para crianças
Zanol é ex-judoca e teve na carreira diversas conquistas no esporte. Entre os prêmios, foi hexacampeão brasileiro, pentacampeão sul-americano, tricampeão pan-americano e medalha de ouro em torneios na Itália, Alemanha e nos Estados Unidos. O ex-atleta também participou das olimpíadas de Atlanta e Atenas.

Após abandonar as competições, Zanol passou a se dedicar a levar o esporte para crianças em oito bairros de São Paulo e nove cidades no interior do Estado. Em Miguelópolis, o projeto de Zanol atende 120 crianças.

Segundo delegado, Branco Zanon se abaixou e evitou que tiro acertasse o peito dele (Foto: Branco Zanon/Arquivo Pessoal)
Segundo delegado, Branco Zanol se abaixou e evitou que tiro acertasse o peito dele (Foto: Branco Zanol/Arquivo Pessoal)

fonte: G1

Publicidade:
Anterior Encontro de veículos com som automotivo busca registro no Guinness Book
Próxima [Humor] Tipos de Empregadas - Parafernalha