caso morte leo fotografo leonardo miguelopolis

MOTO DA VÍTIMA FOI LOCALIZADA NA MATA DEPOIS DE UM MÊS DO CRIME

A equipe do delegado Dr. Paulo de Castro Cervantes, composta pelos investigadores Marquinho, José Ceará e Márcio Rodrigues, apresentou ontem o jovem João Marcelo, de 19 anos, acusado do assassinato do fotógrafo Leonardo da Silva Souza, de 37 anos, no domingo dia 12 de Outubro.

João Marcelo confessou o crime, afirmando que houve luta depois de uma proposta de ato sexual e que teria tomado a arma branca de Leo e o atingido diversas vezes.

O crime foi tipificado como latrocínio, roubo seguido de morte.

O acusado levou a polícia até o local onde escondeu a moto de Leo, numa mata, há 3 quilômetros do local do crime, onde ficou escondida por um mês. João Marcelo foi levado de volta à cadeia pública de Batatais.

fonte: Rádio Cultura de Guaíra