PÁSCOA: COMO CONTROLAR O CONSUMO INFANTIL DE OVOS DE CHOCOLATE?

As inúmeras opções de ovos de Páscoa com temas infantis são grandes atrativos para o consumo de chocolate entre as crianças

Mesmo que somente neste período, a ingestão do produto pelos pequenos tem a capacidade de mudar a rotina alimentar.

De acordo com a nutricionista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Patrícia Citelli Berger, o paladar pode se acostumar com o doce do açúcar e dificultar o controle posteriormente.

“O chocolate possui polifenóis, substâncias que aumentam a produção de serotonina – o hormônio relacionado ao bem-estar. Sendo assim, depois de passar vários dias comendo, mesmo que pequenas porções, será uma tarefa árdua tentar fazer a criança entender que ela não deve comer chocolate diariamente”, explica.

Como forma de evitar essa tentação, a dica é apostar na educação alimentar com pouca sacarose. Patrícia Citelli Berger analisa que, apenas quando o consumo de doces não é habitual, é possível torná-los menos atrativos.

“Uma forma de minimizar a situação é orientar as crianças sobre porções restritas de consumo esporadicamente. Adicionado ao fato de não comerem sempre o doce, ficarão satisfeitas com as pequenas quantidades e, por vezes, chegam a recusar”, complementa.

As pequenas porções, citadas pela nutricionista, correspondem a 15g por dia, equivalente a dois quadrados de uma barra de chocolate. A especialista pontua, porém, que o consumo deve ser realizado somente por crianças a partir de dois anos, a fim de evitar consequências ao organismo.

“O consumo só é indicado após os dois anos, pois neste período a criança ainda está suscetível a desenvolver reações alérgicas. Pelo fato do chocolate possuir em sua composição leite e estimulantes, como a cafeína, recomenda-se evitar a ingestão do alimento”, reforça.

COMPLEXO HOSPITALAR EDMUNDO VASCONCELOS

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.000 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 – Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o primeiro lugar no Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar Saúde – Hospitais, conquistado em 2017.

Rua Borges Lagoa, 1.450 – Vila Clementino, Zona Sul de São Paulo.
Tel. (11) 5080-4000
Site: www.hpev.com.br
Facebook: www.facebook.com/ComplexoHospitalarEV
Twitter: www.twitter.com/Hospital_EV
YouTube: www.youtube.com/user/HospitalEV

Publicidade:
Anterior DEAGUA ALTERA LOGÍSTICA DO ALUGUEL DE CAÇAMBAS
Próxima SEXTA-FEIRA SANTA TEM A PAIXÃO DE CRISTO NO ESTÁDIO MUNICIPAL