CONQUISTA EM BARRETOS MARCA O ADEUS DE BIPOLAR DAS ARENAS

Paulo Emilio anuncia aposentadoria de um de seus atletas mais vitoriosos após animal levar a fivela de melhor touro do Rodeio Internacional, no último domingo (26)

Bipolar, da Cia. de Rodeio Paulo Emílio, um dos touros mais premiados (e temidos) da história dos rodeios, está dando adeus às arenas, território que ele dominou nos últimos seis anos, sempre com performances em alto nível.

Sua última disputa foi na final da 63ª Festa do Peão de Barretos, o maior rodeio da América Latina, no último domingo, 26 – o touro de 1.100 quilos desbancou o favorito Danilo Torres Sobrinho em apenas quatro segundos. Bipolar foi ovacionado pelo público e recebeu a fivela de melhor touro do Rodeio Internacional de Barretos 2018.

“Bipolar superou todas as expectativas de um touro atleta. Geralmente, eles competem de três a quatro anos, mas ele é diferente, manteve o alto nível desde o início da carreira e continuou assim durante seis anos. Agora é hora de descansar”, disse o tropeiro e dono do animal, Paulo Emílio Marques.

Não é possível cravar o número exato de peões que Bipolar derrubou em competições de rodeio, mas Paulo Emílio estima que sejam mais de 700. Apenas dez conseguiram parar em cima dele.

Bipolar tem mais de 80 fivelas de premiações em campeonatos e foi eleito melhor touro do ano em 2012, 2016 e 2017. “Esse touro precisa ser estudado.

A idade desse touro mostra o que os bons tratos fazem. Imagina um homem de 55 anos sendo titular da Seleção Brasileira. É esse touro aí. Ele sabe usar a frente como nenhum touro que eu já vi na minha vida inteira.

Isso porque eu tenho 38 anos de rodeio. Bipolar vai entrar para a história”, disse o comentarista de rodeio Emílio Carlos do Santos, conhecido como Kaká, durante a apresentação de Bipolar na arena do Parque do Peão.

Hall da fama

O tropeiro Paulo Emílio Marques também era dono do lendário Bandido, que morreu em 2009, decorrente de um câncer; hoje Bandido tem um monumento no Parque do Peão de Barretos. E no mês passado o mundo do rodeio perdeu o touro Agressivo, sucessor de Bandido, aos 17 anos, por complicações devido à idade (um memorial em homenagem a Agressivo será construído na fazenda Santa Martha, em Icém-SP, centro de treinamento e celeiro dos touros atletas de Paulo Emílio).

Publicidade:
Anterior SENAC BARRETOS ABRE INSCRIÇÕES PARA NOVO CURSO TÉCNICO NA ÁREA DE GASTRONOMIA
Próxima 3 PASSOS PARA SE PENSAR QUANDO INVESTIR EM SEGURANÇA NA SUA EMPRESA