O diferencial desse ano é o cenário, que já existe no local, ao lado da réplica da Maria Fumaça
Tábata Barbosa

 

O mês de outubro chega recheado de atrações para a criançada se divertir no RibeirãoShopping. Um dos destaques é o tradicional Festival de Teatro Infantil, que está em sua 29ª edição. O evento, que acontece de 10 a 13 de outubro, na Praça de Eventos A, no Setor Terra Vermelha do empreendimento, conta com seis diferentes apresentações teatrais com personagens inspirados nos contos de Monteiro Lobato. A entrada é livre e gratuita.

O diferencial desse ano é o cenário, que já existe no local, ao lado da réplica da Maria Fumaça. Os espectadores poderão assistir às apresentações e interagir com o cenário, que faz parte da exposição “Brincadeira à moda antiga”, remetendo a um passado repleto de brincadeiras simples e criativas. Além disso, as apresentações teatrais trazem a nostalgia do passado, da vida no campo reforçada nos contos de Monteiro Lobato.

No dia 10, quinta-feira, o espetáculo “O Picapau ficou vermelho” abre o evento, às 19 horas. Já na sexta-feira, dia 11, o público poderá assistir às peças “O Poço do Visconde”, às 16 horas, e “A Pílula Falante”, às 19 horas. O espetáculo “Narizinho Narigão” será encenado no sábado, dia 12, às 16 horas, e “Na Escolinha de Dona Benta”, às 19 horas. O encerramento do festival acontece no domingo, dia 13, com a apresentação da peça “Emília e suas Memórias”, às 16 horas. As apresentações são assinadas pelo Grupo Melancia.

“Para o RibeirãoShopping, o mês de outubro é sempre muito especial. Todos os anos oferecemos uma programação infantil que mescla cultura, interatividade, lazer e muita  diversão em família. Os espetáculos da 29ª edição do Festival de Teatro Infantil estarão em um cenário diferente, junto com diversas brincadeiras antigas e com a réplica da Maria Fumaça, que somados aos personagens inspirados nos contos de Monteiro Lobato, levarão os clientes a outra época do passado”, completa Marcos Botelho, gerente de marketing do RibeirãoShopping.

O RibeirãoShopping está localizado na Av. Cel. Fernando Ferreira Leite, 1540, em Ribeirão Preto. Mais informações pelo site ribeiraoshopping.com.br.

Os espectadores poderão assistir às apresentações e interagir com o cenário que faz parte da exposição Brincadeira à moda antiga
Tábata Barbosa

Serviço

29º edição do Festival de Teatro Infantil do RibeirãoShopping
Quando: De 10 a 13 de outubro de 2019

Horários dos espetáculos: às 16h (dias 11, 12 e 13) e às 19h (dias 10, 11 e 12)
Local: Praça de Eventos A – Setor Terra Vermelha do RibeirãoShopping

Entrada livre e gratuita

Programação

10/10, 19h: “O Picapau ficou Vermelho”

A pergunta que precisa ser respondida: – Qual é o motivo do Sítio do Picapau Amarelo ter mudado de nome? Sim, agora estão chamando de Sítio do Picapau Vermelho. Venha descobrir esse mistério que ronda o sítio de Dona Benta; onde tudo sempre resulta em uma grande aventura.

11/10, 16h: “ O Poço do Visconde”

O nobre Visconde de Sabugosa está encantado estudando geologia e acaba caindo no poço antigo do sítio. No fundo do poço encontra a Cuca morando lá. A turma sai procurando o Visconde e todos se deparam com o mistério da Pedra Roxa.

11/10, 19h: “A Pílula Falante”

A Pílula Falante irá nos contar um dos momentos mais marcantes da história de Emília no universo do Picapau Amarelo, quando a espevitada boneca de pano começa a falar. A peça promete muita diversão com os personagens brincando de se tornar outra pessoa.

12/10, 16h: “A Narizinho Narigão”

Justo agora que todos estão querendo ser estrelas de cinema, vamos descobrir porque  a Narizinho está ficando com um narigão? Será que ela virou um Pinóquio ou foi picada por uma abelha?

12/10, 19h: “Na Escolinha de Dona Benta”

Dona Benta brinca de escolinha com o pessoal do Sítio do Picapau Amarelo e convida Tia Anastácia para contar a história de Monteiro Lobato e como seus personagens foram criados. Tudo, claro em meio a uma grande agitação.

13/10, 16h: “Emília e suas Memórias”

Emília, a boneca de pano resolve contar suas memórias, ou melhor, “mentir” suas histórias, afinal, ela acha que aquele que escreve sobre si próprio “tem um pé” na enganação e na lorota. Para escrever seu livro, ela convida o sábio Visconde de Sabugosa.