ESPECIALISTA EM RH EXPLICA A FORMA CORRETA DE PREENCHER CURRÍCULOS ONLINE

por Simone Mendes - gerente de sucesso da plataforma de vagas gratuitas Burh

Uma cena muito comum dentro do cotidiano de RH é dos profissionais darem de cara com currículos nada atrativos. Falta de informações ou essas muitas vezes desorganizadas, sem conteúdo relevante e até mentiras.

Na área de seleção há quase 20 anos, Simone Mendes é gerente de sucesso da plataforma de vagas gratuitas Burh e listou algumas dicas de como preencher formulários online corretamente quando se busca uma oportunidade de emprego.

1) Resumo sobre você

“É importante ser criativo e ao mesmo tempo verdadeiro nesta parte. A apresentação pessoal é a oportunidade de falar sobre os seus diferenciais.   Lembre-se de colocar o objetivo, em que área deseja atuar e crescer profissionalmente. Vale lembrar que há alguém do outro lado que irá avaliar as informações e ou selecionar o candidato para uma outra etapa ou ali mesmo já reprovar”, alerta a profissional.  

2) Experiências profissionais

Não é necessário colocar todas as experiências anteriores. De acordo com a especialista, 4 são suficientes para o recrutador entender a trajetória profissional do candidato. Mesmo que você deseje mudar sua área de atuação, a sinceridade deve prevalecer na busca por uma nova oportunidade no mercado de trabalho. “É importante destacar que todas as informações quando sinceras e transparentes são mais fáceis na hora da avaliação”, comenta Simone.

3) Cursos de formação

Na parte de formação a especialista aconselha colocar a última formação, como por exemplo nível médio ou curso superior. As informações de cursos complementares devem ser sempre compatíveis com a área desejada. “Aqui é importante apontar também palestras, seminários, workshops. Os cursos devem conter a instituição, carga horária e ano de realização”, aponta Simone.    

4) Habilidades técnicas e comportamentais

A gerente de sucesso do Burh esclarece que as habilidades técnicas servem para conhecer um pouco mais das capacidades que o candidato tem com as atividades a serem exercidas. Já as comportamentais demonstram o perfil do candidato. “Proatividade, criatividade, inteligência emocional, gerenciamento de tempo, flexibilidade e relacionamento são exemplos das habilidades mais procuradas na hora da contratação”, explica a profissional. 

5) Idiomas

“Na parte de idioma o candidato precisa ser muito sincero nas informações, pois ele pode passar para a próxima etapa e ser reprovado nos testes práticos como teste oral”, explicou Simone. Para ela, o ideal é classificar o domínio da língua em 4 níveis: básico, intermediário, avançado e fluente. Outro toque da expert em RH é que essa parte fique logo abaixo das informações acadêmicas. 

Sobre a especialista:
Gerente de Sucesso e especialista de Recursos Humanos na Plataforma Burh; profissional com 20 anos de experiência em RH com foco em R&S, Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Humano e Profissional. 

Publicidade:
Anterior PRÉ-VENDA DO FESTIVAL JOÃO ROCK COMEÇA NO DIA 10 DE MARÇO
Próxima PET EXPERIENCE SEGUNDA EDIÇÃO SERÁ EM OUTUBRO