GUAÍRA: Prefeitura e PM farão operações para evitar aglomerações

O foco da força tarefa será o fim de semana prolongado atuando em usuais pontos de encontros da vida noturna e toda a cidade com intento de dissipar aglomerações para evita disseminação do Covid-19

O prefeito, Renato Moreira reuniu-se na manhã, de quarta feira, (2/9) com agentes do Demutran – Departamento Municipal de Trânsito -,  Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Militar, Casa de Cultura, Vigilância em Saúde, Departamento de Posturas, Diretoria de Justiça e Diretoria de Desenvolvimento Econômico.

O encontro ocorreu na sede do Ganha Tempo Antônio de Jesus Marques onde foi feito o planejamento para a atuação objetivando evitar aglomerações de pessoas em reuniões de entretenimento, no final de semana prolongado do 7 de setembro.

A fiscalização para conter a propagação do COVID-19 será intensificada e atuará em diversas frentes com as instituições desempenhando cada qual suas atribuições para fazer cumprir o regramento da flexibilização do isolamento social.

Na fase amarela do Plano São Paulo, pela qual Guaíra passa, é permitido a abertura de comércios de consumo local, como bares, pizzarias, restaurantes e outros ligados a alimentação entretenimento, entanto vale ressaltar que o Decreto Municipal, nº 5.741 tem quesitos a serem seguidos, entre os quais estão a limitação de abertura até às 22h, ocupação somente de 40% da capacidade, proibição do ingresso de crianças de até 12 anos, a lotação máxima de 4 pessoas por mesa, e o distanciamento entre estas, além de haver a disposição dos clientes álcool em gel no local de consumo, sabonete líquido e toalhas descartáveis nos banheiros.

Como houve aglomerações no final de semana passado, o estacionamento da Casa de Cultura Professor João Augusto de Mello, usual ponto de encontro da juventude, será interditado e homens da GCM montarão campana para garantir que o local nãos será ocupado.

O comandante da 4ª Cia da PM de Guaíra, Capitão Marlon Assis Magro informou que a Polícia Militar vai atuar executando intervenções pertinentes a sua função, ressaltando que deve ser intensificada a fiscalização de veículos e principalmente quanto o uso de som automotivo, um dos principais atrativos para as confraternizações, que geram aglomerações.

“Esperamos que a população tenha consciência, no momento em que passamos não é possível haver aglomerações para diversão”, frisou o oficial.

Deve haver maior quantidade de viaturas e motos nas ruas, tanto pela  Polícia Militar quanto pela Guarda Civil Municipal, podendo os veículos enquadrados na lei do “Pancadão” serem multados no valor de R$ 5 mil caso estejam proporcionando em aglomeração e som alto.

A  fiscalização pelo Departamento de Posturas e Vigilância Sanitária, nos estabelecimentos comerciais do tipo bares noturnos e similares terá prosseguimento, sendo exigido o encerramento do consumo no local as 22h00 e cumprimento das normas de segurança em saúde.

Casas de Festas e locais de eventos seguem impedidos de exercer suas atividades, de acordo com o Plano São Paulo do governo paulista, e em caso de descumprimento poderão ser autuados também pela GCM e PM.

Desde o início da pandemia foram lavradas 39 multas por descumprimento dos decretos de quarentena do COVID-19.

As autoridades locais presentes na reunião clamaram pela consciência da população, que frequentem os estabelecimentos que são permitidos nesta fase da flexibilização, mas que mantenham o distanciamento social e adote todas as medidas recomendadas órgãos de saúde para evitar que o vírus avance de forma descontrolada.

Para denunciar irregularidades o cidadão pode ligar 199, 3331.2273 ou 99978.4333 na GCM ou 190 da Polícia Militar ou 0800.941.1000 da Ouvidoria Municipal.

Publicidade:
Anterior FERIADO PROLONGADO NA PANDEMIA: CONSCIÊNCIA, REPONSABILIDADE E CUIDADOS REDOBRADOS
Próxima TCS oferece tecnologia de ensino à distância para escolas públicas gratuitamente