Pioneira no ensino de Programação e Robótica para crianças e adolescentes lança curso para adultos que não sabem nada de tecnologia ou programação

O "BootCamp SuperGeeks" é uma formação completa de "Full Stack Developer" para pessoas com mais de 18 anos com interesse em iniciar ou mesmo mudar de profissão. A SuperGeeks quer quebrar o tabu de que programação é para profissionais da área de exatas ou somente geeks

O Brasil e o mundo estão vivendo um apagão de profissionais qualificados na área de programação. Faltam profissionais capacitados e existem milhares de vagas em aberto aguardando para serem preenchidas. Além disso, a profissão foi uma das menos afetadas na Pandemia do Covid-19.

Pelo contrário, a demanda por profissionais da área até aumentou uma vez que as empresas começaram a investir ainda mais em tecnologia e novas empresas da área começaram a surgir por conta da Pandemia.

Além disso, o número de pessoas sem conhecimento em programação querendo abrir uma startup mais que dobrou. Segundo Marco Giroto, fundador da SuperGeeks e tutor do BootCamp SuperGeeks, abrir uma startup sem saber programar é o mesmo que abrir uma oficina mecânica sem saber nada de mecânica ou abrir um consultório odontológico sem ser dentista.

Obviamente que é possível trazer um sócio ou contratar alguém com esses conhecimentos, mas em se tratando de startups, boa parte das pessoas inicia com baixo investimento. O BootCamp da SuperGeeks também qualifica esses “não técnicos” para ao menos criarem seu Mínimo Produto Viável, seu MVP no jargão das Startups.

Bem como, para quem não necessariamente quer seguir na área técnica, na hora de procurar emprego, entender o universo da programação sem ser necessariamente um desenvolvedor é um grande diferencial para muitas empresas.

O BootCamp SuperGeeks visa atender profissionais das mais diversas áreas do mercado, não relacionados diretamente à TI (Tecnologia da Informação), como médicos, advogados, profissionais de marketing, professores ou pessoas que sonham em criar o seu próprio produto digital, e claro, estudantes que ainda não iniciaram na graduação ou que desejam acelerar seus estudos na área.

Através dele os alunos irão aprender lógica de programação, algoritmos, computação em nuvem, gerenciamento de projetos, empreendedorismo e muito mais. A formação utiliza linguagens, frameworks e bibliotecas mais recentes e bem pagas do mercado.

Os alunos aprendem desde introdução à programação, passando por HTML, CSS, JavaScript, banco de dados, React JS e React Native. Com uma metodologia prática e orientada à projetos, os alunos farão uma imersão no mundo da programação de computadores, passando por conceitos de programação até a criação de sites e aplicativos mobile, bem como a validação de modelo de negócios, passando por noções básicas de Canvas, metodologia Lean, entre outros.

O curso é online, os alunos seguem de forma independente e a cada duas semanas existe uma MasterClass. Seu principal diferencial é oferecer ao aluno um conteúdo complexo de maneira gradativa e estruturada, lúdica e divertida, aproveitando a expertise que a rede possui de atuar com crianças.

Por ser um curso orientando à projetos, o aluno vai aprender a programar na prática com as mais novas ferramentas e boas práticas do mercado.

Giroto explica um pouco dos benefícios de fazer o curso: Com o curso, o aluno terá a base necessária para desenvolver um sistema web ou até mesmo um aplicativo para dispositivos móveis, além de conseguir criar e gerenciar estruturas de computação em nuvem para colocar seus sistemas no ar.

“Estamos muito empolgados com a novidade e com a possibilidade de trazer um curso de programação que atinja pessoas que não são da área de TI ou exatas, quebrando o paradigma de que programação é algo para poucos nerds”, conclui.

Os interessados no Bootcamp podem se matricular pelo site https://BootCamp.SuperGeeks.com.br

 

Sobre a SuperGeeks

Fundada em 2014, a SuperGeeks é a primeira e maior escola de Programação e Robótica para crianças e adolescentes do Brasil. Com mais de 5 mil alunos matriculados e mais de 50 unidades, a rede atende crianças entre 05 e 17 anos que fazem cursos para aprender Ciência da Computação, a partir do desenvolvimento de games, do conhecimento em Robótica, Realidade Virtual e Aumentada, Inteligência Artificial e também por meio da criação de aplicativos e sistemas web, incluindo questões de redes de computadores e servidores.

A rede oferece três tipos de cursos: Regulares (Ciência da Computação, Robótica, SuperMath ou SuperKids – semestrais/anuais), Extras (Youtuber, Programação em Roblox ou Programação no Minecraft – bimestrais) e QuickCodes (Criando Games 2D ou Robótica com Arduíno – mensais).

A marca inicia seu projeto de expansão dentro do Brasil e em outros países, como Portugal, Estados Unidos, Japão e regiões de língua espanhola. A rede oferece modelos de negócios com investimentos que variam entre R$ 10 mil e R$ 200 mil.

Para saber mais, acesse http://supergeeks.com.br/

Anterior Como harmonizar cervejas com chocolates
Próxima 5 dicas para prevenir dores nas mãos, braços e ombros