iFood lança plataforma de capacitação e empregabilidade em tecnologia para pessoas em vulnerabilidade social


Foto de Lukas no Pexels

• Potência Tech tem objetivo de oferecer acesso a capacitação, profissionalização e inserção de pessoas que mais precisam no mercado de trabalho de tecnologia

• Além dos cursos gratuitos, o Potência Tech nasce com mais de duas mil bolsas financiadas pelo projeto, que serão abertas dentro dos próximos meses

Atualmente, o Brasil conta com mais de 14 milhões de pessoas desempregadas, enquanto do outro lado, soma-se mais de 70 mil vagas de tecnologia abertas e não preenchidas por ano, por falta de experiência ou especialização na área. Com o objetivo de aumentar a diversidade e inclusão dentro do mercado de tecnologia, o iFood desenvolveu, junto a parceiros, o Potência Tech, uma plataforma digital que oferece acesso a diferentes cursos e vagas de emprego em tecnologia voltado para perfis sub-representados ou em situação de vulnerabilidade social.

Os cursos e parceiros foram selecionados com foco na demanda do mercado e em conteúdos que possuam alta taxa de empregabilidade, englobando formações nas áreas de back-end, front-end, web full stack e data science. Até o momento, a iniciativa conta com a parceria de sete empresas, sendo elas, a Ser+ e Bettha como parceiros de plataforma e acompanhamento, e na parte de formação em tech estão a Kenzie, Let’s Code, Resilia, Rocketseat e WoMarkersCode.

Além de funcionar 100% online, variando entre modelo ao vivo e gravado, dando oportunidade para que pessoas de todo o Brasil se inscrevam, a plataforma já disponibiliza mais de duas mil bolsas para cursos de aprofundamento, que geram empregabilidade, e acesso a vagas de emprego para pessoas com o desejo de crescimento e desenvolvimento profissional na área de tecnologia. O público alvo do projeto são pessoas de perfis sub-representados, considerando baixa renda e perfis minorizados. Outros critérios são: ser residente no Brasil e ser maior de 18 anos. As inscrições para participar do projeto podem ser realizadas a partir do dia 21 de outubro, pelo site www.potenciatech.com.br

“Nosso sonho grande é alimentar o futuro do mundo, para isso, estudamos e entendemos que precisávamos investir naquela parcela da sociedade que nunca teve oportunidade, mas que sempre teve talento. Queremos que o Potência Tech conecte sonhos, tecnologia e leve oportunidades para aqueles que mais precisam de capacitação e uma chance no mercado de trabalho. Acreditamos que juntos podemos viabilizar vidas e sonhos, além de potencializar e transformar diferentes realidades”, afirma Gustavo Vitti, vice-presidente de pessoas e soluções sustentáveis do iFood.

No início de 2020, a companhia anunciou um compromisso de formar e empregar 25 mil pessoas de perfis sub representados em tecnologia, reduzindo o apagão tecnológico no Brasil com objetivo de enfrentar três grandes problemas sociais: (I) a desigualdade social e o difícil acesso à educação de qualidade para todos, (II) a falta de profissionais para a área de tecnologia e (III) a baixa representatividade de mulheres e pessoas negras em tech.

“O curso teve muito conteúdo, então tive que estudar bastante. Eu estava desempregado, sem renda, então estava tudo bem difícil, mas consegui essa ótima oportunidade”, comemora Ramon Brito, ex-aluno da turma VAMO AI, projeto piloto do iFood, para o Potência Tech. “Quero seguir carreira na área de dados. O projeto mudou minha vida”, acrescenta.

“A Kenzie Academy tem o objetivo de oferecer um ensino de qualidade para quem deseja trabalhar na área da tecnologia e fazer parte deste projeto nos deixa muito orgulhosos e felizes. Podemos contribuir para uma causa muito importante com algo que sabemos fazer de melhor”, explica Daniel Kringer, CEO da edtech, que irá ofertar 180 vagas, maior número de oportunidades no Potência Tech.

Novos Parceiros

Para expandir o projeto e alcançar ainda mais pessoas em situação de vulnerabilidade, o iFood acredita que forças precisam nos unir. Por isso, o Potência Tech é uma plataforma aberta a novos investidores que tenham objetivos iguais aos da companhia de promover transformação social aliada à transformação do Brasil em uma potência tecnológica. As empresas interessadas podem contribuir entrando como co-financiadoras para expansão dos investimentos e impacto desse projeto.

Para se inscrever nos cursos e/ou para entender como a sua empresa pode contribuir para essa iniciativa, acesse o site https://www.potenciatech.com.br

Informações dos cursos

Kenzie – Front end

A Formação de Front-End da Kenzie irá preparar um profissional capaz de desenvolver interfaces gráficas para Web, ou seja, tudo que o usuário enxerga. Com uma metodologia 100% baseada em aprendizado na prática, suporte em tempo real e metodologias ágeis, aprenderá as tecnologias essenciais como: HTML, CSS, Git, JavaScript e React.

Duração: 6 Meses

Inscrições: 21 de outubro até 07 de novembro

Sobre o iFood
O iFood, referência em delivery online de comida na América Latina, tem 60 milhões de pedidos mensais. Há dez anos no mercado, a empresa de origem brasileira está presente também na Colômbia. Atua junto aos parceiros com iniciativas que reúnem inteligência de negócio e soluções de gestão para os cerca de 270 mil restaurantes cadastrados em mais de mil cidades em todo o Brasil. O iFood conta com importantes investidores, como a Movile, líder global em marketplaces móveis, e a Just Eat, uma das maiores empresas de pedidos online do mundo. Recentemente foi lançado o iFood News, portal de notícias do iFood que promove temas da atualidade como Nova Economia e conteúdos sobre as curiosidades do negócio, cases de sucesso dos parceiros além da abordagem de tendências e inovação do segmento.

Sobre a Kenzie Academy

A Kenzie Academy é uma escola norte-americana que veio para o Brasil com o objetivo de ofertar ensino de qualidade para quem deseja trabalhar na área da tecnologia. Com o foco no aprendizado prático, ensina as principais linguagens de programação do mercado para o desenvolvimento de um programador full stack, inclusive soft skills. A metodologia inovadora vai ao encontro do modelo de negócio inédito, em que o estudante só paga a mensalidade do curso após estar empregado. https://kenzie.com.br/
Anterior 3 dicas para transformar seu negócio e desenvolver a liderança
Próxima Conheça as vacinas essenciais para proteger cães e gatos