Conheça os tipos de câncer mais comuns em homens e os exames essenciais para prevenção


Aproveitando o mês em que a campanha “Novembro Azul” reforça a importância dos cuidados com a saúde masculina, o InORP Oncoclínicas chama a atenção para os principais tipos de câncer que afetam os homens, incluindo, claro, o mais comum deles: o de próstata.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) as neoplasias mais incidentes em homens atualmente são (excetuando o câncer de pele não melanoma): próstata – que corresponde a 29,2% de todos os tipos de câncer no sexo masculino -, cólon (Intestino Grosso) compreendendo 9% dos casos- e pulmão – que abrange 8% de todos os casos entre 2020 e 2022.

“Apesar desses tipos de câncer serem os mais frequentes nos homens, ao se comparar com os dados de mortalidade nem sempre eles são os responsáveis pelo maior número de óbitos”, diz Carlos Fruet, oncologista do InORP Oncoclínicas. De acordo com o INCA, o câncer de pulmão é o que mais causa óbitos com o número de 16.137, seguido o de próstata com 15.391 mortes e em terceiro o de cólon com 9.207 óbitos.

O médico ressalta que as razões para essa diferença decorrem da agressividade do tumor e da existência ou não de estratégias eficientes de prevenção, diagnóstico e tratamento. “Manter hábitos alimentares saudáveis, praticar exercícios, não fumar e realizar exames periodicamente podem ajudar a evitar, retardar, ou aumentar a chance de cura quando os tumores forem diagnosticados”, explica.

Entre os exames essenciais para a saúde do homem estão: colonoscopia aos 45 anos, ou antes, caso tenha o câncer colorretal no histórico familiar, consultas anuais com urologista a partir dos 45/50 anos para discutir a realização de PSA e toque retal e, para os tabagistas que fumam ou fumaram o equivalente a pelo menos um maço de cigarro/dia por 30 anos a realização de tomografia de tórax com o objetivo de detectar nódulos pulmonares suspeitos de câncer. Além disso, é extremamente importante que os homens também façam acompanhamento com clínicos gerais ou cardiologistas a partir dos 40 anos para avaliarem a necessidade de exames gerais como glicemia de jejum, colesterol, entre outros.

” Os exames de rastreamento contra o câncer são essenciais para a saúde do homem, pois quanto mais cedo descobrimos a doença, maior a chance de cura”, comenta Dr. Carlos Fruet. Segundo o oncologista, no caso de câncer de próstata quando os pacientes têm diagnóstico precoce a chance de cura chega a cerca de 90%, já em relação ao de pulmão, se diagnosticado em estágio inicial (câncer localizado) a taxa é de aproximadamente 55% e nos casos de câncer de cólon se detectado precocemente, a taxa de cura é de 85%.

Anterior Cibersegurança: Você conhece os tipos de Hackers e como evitá-los?
Próxima Guaíra suspende o Carnaval de Rua