Pular para o conteúdo
Início » Conheça mais sobre o que é e como funciona a Hipnose

Conheça mais sobre o que é e como funciona a Hipnose

Um dos métodos que tem ganhado mais popularidade para lidar com questões psicológicas é a hipnose. Embora ainda existam muitas dúvidas com relação a esse modelo de atendimento, ele tem crescido de forma constante para alguns tratamentos.

A hipnose nada mais é do que um procedimento que trabalha com a indução de relaxamento, colocando a pessoa em um estado de transe através do controle de respiração e do relaxamento muscular, que acontece progressivamente.

Quando está nesse estado, o paciente pode se conectar com uma série de questões internas, muitas vezes escondidas no subconsciente e que geram complicações ainda nos dias de hoje, como ansiedade, depressão e outras questões psicológicas.

Normalmente, essas questões também são encontradas em outros métodos de psicologia e psiquiatria, mas o estado de vigília pode dificultar o diagnóstico e tornar mais demorada a compreensão do que você realmente está passando.

Nesse aspecto, a hipnose acaba saindo na frente enquanto tratamento, ajudando a pessoa a conhecer mais profundamente sobre si mesma e seus estados emocionais e psíquicos.

A rapidez na obtenção de respostas é um dos principais elementos da hipnose, que pode ser usada com outros itens como comprar equipamento de pilates.

É importante entender, antes de qualquer procedimento, a diferença entre o hipnotismo e a hipnoterapia. Muitas pessoas confundem os dois conceitos e acabam descredibilizando a hipnoterapia por conta disso.

O hipnotismo nada mais é do que utilizar a hipnose para fins de entretenimento ou lazer, e tornou-se muito popular em vídeos na internet e programas de TV, onde o hipnotista faz com que pessoas da plateia esqueçam seus nomes, ajam como animais e outras ações.

Esse processo não tem nenhum tipo de objetivo terapêutico e trata-se apenas da utilização da ferramenta da hipnose para fins de divertimento, por isso é importante saber diferenciar.

Mesmo durante o transe hipnótico, é importante que você entenda que ainda existe consciência. Isso significa que o paciente ainda mantém controle de suas ações, e nenhuma sugestão que contrarie sua vontade, valores ou princípios será funcional.

Trata-se de um estágio intermediário na mente humana, na qual o paciente fica em um estado de relaxamento profundo e fica em um meio termo entre estar dormindo ou acordado.

Normalmente, as pessoas que passam por uma atividade de hipnotismo em uma festa de sua empresa que vende exaustor querem participar da atividade.

Por conta disso, as ações divertidas realizadas por esse ato de entretenimento costumam ser funcionais. Trata-se de um público que já compreende o que está acontecendo e aceita fazer parte desse tipo de jogo como um todo.

Já a hipnoterapia é realizada com muito mais cautela e atenção, normalmente por um profissional qualificado que utiliza a hipnose como um meio de acessar áreas escondidas na mente humana.

Existem muitos tratamentos que podem ser aproveitados com a hipnoterapia, mas é importante destacar que, diferentemente do hipnotismo, esse método é realizado em um ambiente seguro e controlado, particular para o paciente.

Dentre os muitos recursos que podem ser lidados com a hipnoterapia, é possível destacar:

  • Ansiedade;
  • Medos e fobias;
  • Depressão;
  • Problemas com vícios.

Além de uma série de fatores que se encaixam no processo de hipnoterapia podem ser trabalhados de forma muito mais funcional quando o tratamento é completo e há uma atenção especial para esse tipo de ação como um todo para funcionários de uma fábrica de corte a laser.

Processo terapêutico

Para lidar com questões mais íntimas e pessoais, é realizado todo um tratamento específico que começa na anamnese, uma primeira sessão na qual o hipnoterapeuta tem uma conversa franca com o paciente.

Aqui é importante entender o que levou a pessoa a procurar a ajuda do profissional, buscando entender as raízes da problemática, o quanto essa questão impacta seu dia a dia e suas expectativas para o tratamento.

Esse primeiro contato será a base para a escolha de tratamento que o hipnoterapeuta irá seguir, entendendo melhor o paciente e como ele pode ser trabalhado ao longo das sessões para conquistar uma estrutura mais adequada de atendimento para um profissional.

Depois de identificar a problemática, o processo de hipnose pode iniciar. O número exato de sessões depende muito de vários fatores, desde o problema identificado até a aceitação do paciente ao tratamento, que pode ser qualquer pessoa, até um vendedor de esterilizador para laboratório.

Normalmente é possível identificar um resultado palpável em cerca de seis a sete sessões, quando o paciente sai de um estado negativo e já começa a se encaminhar para o estado positivo, onde consegue identificar algumas reflexões importantes.

A melhora tanto no humor quanto no comportamento é mais visível nesse período, e você precisa ter esse tipo de ação em mente para conseguir identificar a causa de seu problema e como ele pode otimizar suas ações.

A hipnose também permite uma comunicação direta com o inconsciente, quebrando uma série de barreiras que se tornam um problema a longo prazo, principalmente quando você busca um trabalho de consciência no futuro.

Identificar as causas de um problema ajudam a lidar com ele de forma muito mais expressiva, conquistando resultados rápidos e duradouros. Por isso a hipnoterapia acaba se tornando um dos métodos mais procurados por pessoas que têm problemas com seus traumas.

A hipnoterapia não é um tratamento invasivo, e não são utilizados medicamentos para auxiliar o tratamento, embora você possa conversar com um psicólogo ou psiquiatra para tentar resolver esse tipo de situação e retornar melhor para seu emprego em uma fábrica de placas de sinalização.

Dessa maneira, acaba se tornando uma das melhores maneiras de se comunicar consigo mesmo, eliminando uma série de complicações que muitas vezes impedem o paciente de encontrar sua paz interior e lidar com esse tipo de questão.

Além disso, é preciso ter em mente que existem muitas ferramentas que podem ser trabalhadas nesse modelo de tratamento, e ele pode ajudar consideravelmente esse processo como um todo.

Espaço para a terapia

Diferente dos shows de hipnotismo, que são realizados em palcos ou mesmo na rua, a hipnoterapia demanda uma atenção especial para o ambiente onde ela será realizada, para garantir maior eficácia do tratamento.

Em um primeiro ponto, é importante que o paciente sinta-se seguro e confortável para fazer as atividades. Dessa forma, ele se sente mais confiante para se abrir e facilitar a entrada no estado de transe necessário para ampliar sua consciência.

O som é um dos maiores motivos de poucas pessoas conseguirem se concentrar. Por isso, muitos consultórios de hipnoterapia possuem salas à prova de som com climatizador para fábricas, onde o impacto de barulho exterior é mínimo.

Existem alguns profissionais que gostam de usar sons da natureza ou mantras de meditação para ajudar o paciente a alcançar o estado necessário para a terapia, mas esse não é sempre o caso.

O importante é que o paciente sinta que sua privacidade está sendo preservada e que o mundo externo não irá atrapalhar esse momento íntimo e tão importante para conseguir resultados de fato com esse tipo de ação.

Outro item importante para o tratamento é um local para o paciente poder se recostar. Ele pode ser um sofá confortável, um divã ou mesmo uma poltrona, um local onde ela possa se sentir mais relaxada e livre de qualquer tipo de tensão.

Ficar deitado ajuda o paciente a entrar mais facilmente no transe necessário para o tratamento, mas algumas pessoas podem levar algumas sessões até sentirem-se confortáveis para esse tipo de entrega.

Por isso, em muitos casos ainda é interessante manter uma cadeira ou poltrona de qualidade para o paciente que prefere permanecer sentado durante todo o processo.

Mantas e almofadas ajudam a criar um ambiente ainda mais confortável para esse tipo de ação, com algumas empresas trabalhando até mesmo com instalação de banheira com hidro.

Quem pode fazer hipnoterapia?

A verdade é que não há limites para esse tipo de tratamento com relação à idade ou gênero. Qualquer pessoa pode fazer a hipnoterapia sem nenhum tipo de problema, garantindo resultados expressivos em suas interações.

A única exceção para esse caso são pessoas que possuem doenças que afetam diretamente a percepção da realidade, como esquizofrenia e outras doenças que causam alucinações visuais e/ou auditivas.

Para as outras pessoas, entretanto, este é um método muito funcional de resolver uma série de questões psicológicas sem precisar consumir medicamentos e com resultados muito bons, podendo ser aplicada também em crianças, que podem ganhar brindes personalizados diferentes depois.

Considerações finais

Com as pessoas cada vez mais buscando maneiras de se cuidar, principalmente em questões psicológicas, a hipnoterapia tem ganhado um grupo cada vez maior de adeptos, que buscam estabelecer um cuidado maior a longo prazo com suas mentes.

Com esse tipo de tratamento você consegue melhorias muito mais rápido que com procedimentos mais tradicionais, e com uma alta taxa de sucesso, tornando a hipnoterapia uma excelente opção para quem deseja testar algo novo.

Ao abrir-se para esse tipo de possibilidade você pode conseguir resultados muito mais expressivos e otimizar suas ações para melhorar ainda mais suas atividades.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.