Pular para o conteúdo

Senac Barretos

LYSA, o robô guia, é destaque na 14ª edição da Campus Party Brasil

Edição nacional do evento ocorrerá entre 11 e 15 de novembro, no Anhembi, em São Paulo e contará com a presença da professora capixaba idealizadora de LYSA


A Campus Party Brasil, a maior experiência tecnológica em internet das coisas, blockchain, cultura marker, educação e empreendedorismos do mundo, abre espaço para novas tecnologias como LYSA na próxima edição nacional do evento que ocorrerá entre 11 e 15 de novembro, no Anhembi, em São Paulo. LYSA contará com um stand dedicado, além de mapear algumas áreas do evento para acessibilidade. Essa edição marca o retorno presencial do evento em seu formato tradicional, ou seja, com Arena, Camping e Área Open que receberão mais de mil palestrantes e 500 atividades práticas.

Inspirada nos cães-guias, animais adestrados para orientar pessoas deficientes visuais em locais públicos e privados, a professora Neide Sellin, graduada em Ciência de Computação, desenvolveu o projeto de um robô-guia chamado Lysa, cujo nome foi baseado no primeiro computador criado por Steve Jobs. As pesquisas começaram em 2011, quando ela dava aulas na Escola Municipal Clóvis Borges Miguel, no município de Serra (ES) e contou com a participação dos alunos da oficina de robótica educacional.

Ela conta: “havia uma aluna na escola com deficiência visual, com quem conversei para entender suas dificuldades no dia a dia e, a partir dessa conversa, surgiu a ideia de desenvolver um tipo de cão-guia robô”. O próximo passo da educadora foi fazer uma pesquisa com mais de 20 cegos para conhecer seus principais desafios e complementar o projeto, neste momento foi possível desenvolver um protótipo.

Em 2014, registrou sua startup para embarcar mais tecnologia com desenvolvendo assim uma plataforma robótica completa, com Inteligência Artificial, navegação autônoma, malha de sensores e um aplicativo que detecta objetos, obstáculos e profundidade, além de conseguir informar se há algo à frente, evitando colisões. Isso permite ao usuário calcular a melhor rota, com total autonomia, prevenção e mobilidade durante seu percurso. Ou seja, a máquina define a trajetória e o deslocamento do usuário por meio de ferramentas de navegação, como o Google Maps. Ela pesa pouco mais de quatro quilos, possui câmeras, cinco sensores, navegação GPS e bateria de oito horas.[NV1]

Num primeiro momento, o robô Lysa foi testado por mais de 200 pessoas com deficiência visual. A combinação de funcionalidades fez com que Lysa fosse bem recebido pelos usuários, desde a versão inicial. “Esta é uma tecnologia pioneira no mundo com capacidade de ajudar milhares de pessoas. Podemos dizer que é uma nova forma das pessoas “enxergarem” o mundo”, diz a professora Neide Sellin. “Melhorar a vida das pessoas a partir do desenvolvimento de tecnologias era um sonho antigo, que foi ganhando cada vez mais espaço na minha vida. O projeto deu origem a uma startup e hoje estamos todos determinados a finalizar o produto e disponibiliza-lo o mais rápido possível para o mercado”.

A evolução de Lysa – O protótipo inicial do robô, feito em 2011, foi construído com sucata e outros materiais. Para aprimorar o projeto, em sua jornada a educadora conquistou recursos do CNPq, FAPESP, FINEP, FAPES e SEBRAE, FINEP,o que permitiu o avanço das pesquisas, inclusive a adaptação do design para comportar inovações e potencializar a sua eficiência. Neide também participou de programas de televisão como “Caldeirão do Huck” e “Shark Tank”, onde angariou recursos para continuar com os aprimoramentos, até chegar à versão atual de Lysa, feita com auxílio de impressoras 3D.

“O caminho percorrido entre a concepção da Lysa e o seu lançamento, em 2017, foi de trabalho duro em busca de investimentos, para que pudéssemos avançar com pesquisas e produção dos protótipos, contar com maior número de pessoas capacitadas na equipe, além de construir presença no mercado”, lembra Neide.

Lysa na Campus Party Brasil – 14ª edição

Arena: de 11 a 15 de novembro
Área Open: de 12 a 15 de novembro
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura 1209 – Santana

Sobre a Campus Party

A Campus Party é a maior experiência tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo. O evento conta hoje com mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo mundo, e já produziu edições em países como Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia e Equador. O evento está presente no Brasil há dez anos.