Ofício da Dança do IORM alcança nota máxima e conquista renovação do Ponto de Cultura para Guaíra

O projeto Ofício da Dança desenvolvido pelo Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça no Centro Cultural Colorado desde 2010 conquista para Guaíra a renovação de status de Ponto de Cultura concedido pelo Ministério da Cultura, por meio de seleção conjunta realizada pelo Consórcio Intermunicipal Culturando

Ofício da Dança do IORM alcança nota máxima e conquista renovação do Ponto de Cultura para Guaíra

Trabalho reconhecido. O projeto Ofício da Dança desenvolvido pelo Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça no Centro Cultural Colorado desde 2010 conquista para Guaíra a renovação de status de Ponto de Cultura concedido pelo Ministério da Cultura, por meio de seleção conjunta realizada pelo Consórcio Intermunicipal  Culturando.

O resultado foi publicado no Diário Oficial da União de 12 de julho de 2013. A conquista significa a continuidade do projeto e o aporte de R$ 60 mil anuais ao longo dos próximos três anos, totalizando R$ 180 mil.

Os recursos são oxigênio importante para o Projeto sócio educativo cultural que visa estimular a produção, a formação e a capacitação culturais, atende a cerca de 110 crianças e adolescentes de 7 a 14 anos de idade em contraturno escolar e contribui para a educação integral, oferecendo aulas de dança, teatro, musicalização e literatura.

Nota máxima
Inscrito no edital 02/2012 do Ministério da Cultura, o Projeto Ofício da Dança  preencheu todos os critérios exigidos para o financiamento à cultura. Recebeu a nota máxima atribuída pela Comissão de Seleção, por adequar-se  às diretrizes do Programa Cultura Viva, que abriga os Pontos de Cultura, e apresentar um impecável estudo de viabilidade e coesão orçamentária, além de Plano de Trabalho, que vai guiar as atividades realizadas.

“Mais do que um projeto socioeducativo e de inclusão social, temos observado que o Ofício da Dança merece o respeito e reconhecimento também nos campos da arte e da cultura. E isso deve ser comemorado. É uma conquista para o município de Guaíra e para toda a equipe que atua no Projeto, desde dirigentes, técnicos, professores e pais, que acompanham o dia a dia de seus filhos no Ofício da Dança”, destaca a presidente do IORM, Josimara Ribeiro de Mendonça.

Mais de 40 projetos da região foram analisados pela  Comissão de Seleção de Projetos nos primeiros dias de julho.  A comissão, de caráter tripartite, foi sociedade civil da área artística, entre as quais o escritor Luiz Mozzambani Neto e artista plástico- Marcelo Moraes; dois integrantes do Consórcio Intermunicipal Culturando e dois gestores do Ministério da Cultura (MinC).

Como trata-se de um projeto apresentado pelo Terceiro Setor, no caso o IORM, e não por um órgão público,  o Ofício da Dança não estará submetido à análise exigida das Prefeitura, ou seja, a determinação de estar em dia com a União, sob pena de não receber o recurso.

A Rede CIC de Pontos de Cultura pretende instalar 40 projetos nas cidades consorciadas que cumpriram os requisitos para participarem da ação. O Ponto de Cultura é ação prioritária do programa Cultura  Viva, do Ministério da Cultura, que visa fomentar ações culturais já existentes e desenvolvidas por ONGs, para que tenham suporte financeiro e de intercâmbio com os outros Pontos de Cultura do Brasil, integrando mais gente, fomentando emprego e renda e mantendo as matrizes culturais existentes nos municípios.

Em SP, o governo estadual mantém  300 Pontos de Cultura para os quase 650 municípios (mais 300 Pontos foram conveniados apenas para a cidade de São Paulo). Já para 18 cidades do CIC, est ão em concorrência 40 Pontos, o que mostra um pouco da funcionalidade e vantagem de uma cidade estar consorciada.

Publicidade:
Anterior Bom Jesus terá feira toda sexta a partir de agosto
Próxima Senac é eleito melhor escola técnica de Barretos