Pular para o conteúdo

Senac Barretos

Substituir processos de Solda com Pinos Autocravantes pode ser uma boa opção

Você sabia que é possível substituir a solda por outro processo mais limpo? A tecnologia desenvolvida para os pinos autocravantes possibilita a instalação de roscas com alta resistência mecânica em chapas metálicas por meio do cravamento. De quebra, isso ainda elimina a geração de resíduos e a necessidade de usar ferramentas complexas.

Acompanhe a leitura e saiba mais!

O que é um sistema autocravante?

O sistema autocravante consiste, basicamente, em um método de fixação bem prático e eficiente para chapas metálicas de baixa espessura, a partir de 1mm . Estamos falando de um sistema que conta com uma tecnologia e qualidade de primeira, por isso, tornou-se comum na indústria eletrônica.

Os pinos autocravantes

Nesse contexto, entra o pino autocravante (também chamado como pino de cravar), uma bela solução para a inserção de uma rosca à uma chapa metálica. Este elemento de fixação não demanda solda ou adesivo químico para a aplicação, resultando em um acabamento mais apresentável e com processo produtivo mais ágil. 

O pino pode ser aplicado através de carga progressiva, com prensa hidráulica ou pneumática — um processo simples, estável e eficiente.

Vantagens de optar pelos elementos de cravamento

Listamos os principais motivos para utilizar o sistema autocravante:

Fácil aplicação

Os fixadores com tecnologia autocravante, como porca de cravamento e pino auto cravante, são instalados com uma simples prensa de carga progressiva, como dissemos. Trata-se de um processo de prensagem em que o fixador é cravado na chapa metálica.

Maior qualidade e beleza

Os pinos e porcas de cravar também são vantajosos no que diz respeito ao acabamento do projeto. Em comparação com os processos de solda, o produto final fica bem mais bonito, leve e com design arrojado e pode ser aplicado em chapas pintadas..

Dispensa fixadores ou processos adicionais

Comumente, os elementos autocravantes eliminam a necessidade de fixadores adicionais, como arruelas de pressão, porcas comuns ou parafusos de solda. Além disso, não é preciso fazer nenhum acabamento.

Por fim, concluímos que existem diferentes formas de se realizar uma fixação para as mais diversas finalidades. Os elementos de fixação são divididos em dois grandes grupos, sendo eles os químicos e os mecânicos, onde se encontram os pinos de solda. Hoje, eles são a opção preferida pela maioria dos profissionais da área.