Pular para o conteúdo

Senac Barretos

Videotelemetria pode reduzir custos com infrações em até 40%

Das dez principais causas de mortes nas estradas federais esse ano, seis estão diretamente relacionadas à imprudência, segundo dados Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego). Além de colocar em perigo a vida dos motoristas, esse tipo de comportamento pode gerar também prejuízos para as empresas de frota. Como forma de melhorar a segurança dos condutores e otimizar o dia a dia dos gestores, uma das inovações para trazer melhorias é a videotelemetria.

A solução, que une tecnologias de IoT (internet das coisas), inteligência artificial e big data, identifica e alerta automaticamente situações perigosas que possam colocar em risco a vida de quem está conduzindo o veículo e de outras pessoas, tais como: direção distraída, proximidade insegura do veículo adiante, curvas perigosas e aceleração ou frenagem repentina. Além da prevenção de acidentes, a inovação também é uma forte aliada para reduzir custos com a operação, como as multas de trânsito. 

“Esse tipo de penalidade onera as empresas e registra pontos negativos na CNH, que podem levar a suspensão das atividades do condutor e afastá-lo das suas atividades. Uma empresa do ramo de peças que adotou a câmera veicular reduziu aproximadamente 40% das infrações. Além disso, eles quase zeraram multas por uso indevido de celular no trânsito, algo muito comum entre motoristas”, explica Omar Jarouche, CMO da Cobli. 

Economia com multas

A videotelemetria pode diminuir custos da frota, pois ter a visibilidade de como está a direção do time ajuda o gestor a reverter comportamentos que resultam em mais gastos, como multas causadas pela distração do motorista. No ano passado, cerca de 246 mil multas foram causadas por uso imprudente de celular no trânsito, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal e do Ministério da Infraestrutura. Ainda de acordo com a pesquisa, 2.2 milhões de multas foram causadas por exceder o limite de velocidade

Por meio das câmeras veiculares com inteligência artificial embarcada, o gestor é notificado do momento exato que precisa ter atenção com o seu condutor. A tecnologia contribui para transformar dados brutos em informações estratégicas para melhorar a tomada de decisão. O aviso não é apenas para o gestor. Um alerta sonoro é disparado dentro da cabine do veículo em tempo real para chamar a atenção do motorista. Isso contribui com a prevenção de acidentes e, por consequência, evita possíveis multas.

Apuração de sinistros e acidentes

Inúmeros acontecimentos podem levar a um incidente no trânsito. As gravações geradas também são importantes para evitar o pagamento de despesas com incidentes nos quais a empresa não foi a responsável pela infração. “Os vídeos podem ser usados como evidências e, nesse contexto, já foram observados casos de exoneração de 50% dos processos”, explica Omar.

Revisão de rotas

Ter uma visão 360º da operação possibilitada por recursos de videotelemetria também contribui para antecipar e prevenir gastos que o gestor muitas vezes desconhecia. É possível, por exemplo, mapear o uso indevido do veículo em situações como: condução fora do horário de trabalho, desvio de trajetos ou de rotas pré-estabelecidas. 

Conhecer profundamente o modo e jornada de condução do time torna possível, por exemplo, rever gastos com combustível. Além disso, identificar comportamentos perigosos, como excesso de velocidade e condução perigosa, possibilita realizar feedbacks e treinamentos mais direcionados. Essa transformação no volante possibilitada pela tecnologia pode impactar na redução de infrações, como já mencionado.

Portanto, um dos caminhos para a redução de acidentes de trânsito está na adoção de tecnologias que auxiliem tanto o motorista quanto quem gere frotas. Tecnologias como a videotelemetria impactam as empresas e a sociedade, desde a diminuição de acidentes no trânsito até a redução de despesas.